Translate/traduza

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008

O Último Ontem!



Não sei se as palavras têm a força que necessito que tenham, mesmo que não passem de sombras no segredo da noite...
Sinto que esgotei-me antes do termo, sinto que o ontem pode ter sido o último...
Não sei a côr do tempo que me arrisco a perder, não sei se uma palavra ou um gesto poderão mudar tudo...
Hoje, não consigo ver Amor em nenhum lugar ou rosto, apenas indiferença e uma espécie de ódio ou talvez ressentimento...
Hoje não consigo pintar um sorriso no espaço ou inventar uma paixão... Hoje, não passo de uma morte por cumprir...

domingo, 17 de fevereiro de 2008

Madrugada! Porque me procuras?


Madrugada!
Porque me procuras se nem a minha alma em ti repousa...
Madrugada!
Sabes que te odeio no mais profundo do meu ser,
sabes que nunca te beijarei...
És o sobressalto, a dôr e a morte...
Nunca consegui pintar o teu rosto...
De ti, conheço apenas a penumbra,
o lugar onde a morte se acomoda e a vida suspende...
Madrugada!
Porque me procuras se nem a minha alma poderás possuir...
Madrugada! Nunca serás capaz de sentir a magia de um raio de Sol...
Madrugada!
Porque que me procuras, se sabes que nunca te poderei amar...

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2008

Se eu pudesse...




Queria que os teus lábios escorressem pelo meu corpo, doces e famintos. Queria olhar-te dentro dos olhos nesse momento... Queria sentir-te no mais profundo que há em ti... Queria ser-te e ser-me em ti, como se tu e eu não o fossemos por instantes... Queria ser capaz de te oferecer a Eternidade em troca de mais uma noite... Queria compôr dentro das tuas palavras a mais bela melodia... Queria baloiçar-te e perder-me contigo na imensidão sideral... Queria amar-te sem lágrimas...

Related Posts with Thumbnails